Close

1 de dezembro de 2020

E-mail marketing: dicas para impactar seu cliente

Qual gestor não deseja ser relevante a ponto de impactar seus clientes de forma positiva e manter um bom relacionamento com eles?

O uso de campanhas de e-mail, no marketing digital, são ótimas ferramentas para atrair, reter, encantar e fidelizar clientes. E o objetivo, nada mais é que melhorar os resultados comerciais, nutrindo leads e fortalecendo a marca.

Embora hoje o e-mail não seja a única ferramenta usada para relacionamento com o cliente, ele segue sendo bastante efetivo. Porém, temos que admitir que ser relevante e diferenciar-se no meio da enxurrada de conteúdo que recebemos diariamente é difícil.

Sabemos hoje, que clientes que recebem um e-mail marketing contendo ofertas de produtos e serviços, gastam em média 83% mais em compras online. Ou seja, vale realmente muito a pena investir nessa ferramenta!

Mas como criar campanhas de e-mail marketing que entreguem o valor que seus clientes precisam? Confira nossas dicas!

Essa é justamente a grande sacada do e-mail marketing: fazer com que você fique esperando pela próxima mensagem!

E-mails sem nenhum valor podem ser um fator contra você mesmo e gerar muitos cancelamentos.

Para evitar este transtorno, dar uma prévia do conteúdo que o lead receberá nas próximas mensagens pode deixar sua mensagem com um “gostinho de quero mais”.

Se você aceitar o desafio de divulgar seu produto ou serviço através da estratégia de e-mail marketing, é importante saber como abordar clientes.

Ao apresentar o produto ou serviço da sua empresa, não foque totalmente nas especificações técnicas dele. Busque também enfatizar os resultados que esses produtos podem oferecer e os problemas e dores que ele vai resolver.

Para que a sua empresa consiga ótimos resultados com e-mail marketing é muito importante que os clientes estejam bem segmentados. Afinal, buyer personas diferentes tendem a ter jornadas de compras diferentes, não é mesmo?

Então, mesmo que a oferta seja a mesma para todos os consumidores, segmentar seus contatos faz com que você direcione melhor seus esforços.

E, claro, adapte melhor as campanhas para cada grupo, de acordo com suas demandas específicas.

Toda empresa tem aquele lead que não consumiu nenhum conteúdo, interagiu em nenhum momento, não clicou em nenhum link do e-mail e, portanto, não se converteu.

E agora surge a dúvida se esse lead ainda pode sobreviver, se pode ser salvo ou se é preciso desapegar porque ele não vai avançar. Como você faz essa escolha?

Analise o score dele, o perfil, a intenção de compra que ele demonstrou e se ele se encaixa na persona que foi definida para sua empresa. A partir da análise do potencial do lead, você decide se investe seu tempo para salvá-lo ou se desapega de vez.

Gostou deste post e quer saber mais formas de impactar positivamente seus clientes? Conheça a LeadStation, plataforma online para gestão de vendas, que integra de forma automática todos os leads da sua empresa e disponibiliza um ambiente inteligente para que sua equipe de vendedores possa converter ainda mais.

TESTE GRATIS O CRM

1 de dezembro de 2020 CRM